Dicas - Higiene e Limpeza
 
A higiene é fundamental para prevenir grande parte das doenças que podem ser transmitidas através dos alimentos e que constitui um dos principais problemas da saúde pública. Assim sendo, todo o cuidado deve ser tomado a fim de se manter a inocuidade dos alimentos - priorizando a qualidade dos mesmos - não só nas indústrias ou pontos de venda, mas também em casa. Para isso, são necessários alguns cuidados e a adoção de práticas simples, porém eficazes:

Lavar as mãos: deve-se lavar as mãos antes de se iniciar o preparo dos alimentos e sempre que se reiniciá-lo, após qualquer interrupção. Se você estiver preparando alimentos crus, tais como pescados, carne ou frango, deverá lavar as mãos antes de manipular outros produtos alimentícios, a fim de evitar a contaminação cruzada.
Evitar o contato entre os diferentes alimentos crus e cozidos: um alimento bem cozido pode ser contaminado por alimentos crus. Esta contaminação pode ser direta, ou sutil. Assim, não se deve jamais preparar um frango cru e após utilizar a mesma tábua ou a mesma faca para cortar o frango cozido;
Lavar cuidadosamente e em água corrente as frutas e vegetais que forem consumidos crus;
Manter os alimentos fora do alcance de insetos, roedores e outros animais: os animais podem transportar microrganismos que causam doenças alimentares. Assim sendo, é importante guardar os alimentos em recipientes bem fechados, o que também dificulta a entrada de ar e, conseqüentemente, a deterioração por microrganismos;
Manter limpas as superfícies da cozinha: como os alimentos se contaminam facilmente, é imprescindível que as superfícies utilizadas para prepará-los sejam mantidas em condições higiênicas adequadas. É muito importante trocar com certa freqüência os panos de prato e lavar bem os panos utilizados na limpeza;
Cozinhar bem os alimentos e, de preferência, consumi-los logo após o preparo;
Reaquecer bem os alimentos cozidos: todas as partes do alimento devem ter contato com o calor, atingindo a temperatura de 70°C;
Evitar o consumo de alimentos vendidos na rua: os alimentos vendidos na rua têm maior possibilidade de sofrer alterações biológicas, uma vez que os vendedores geralmente não realizam práticas de higiene comuns, como lavar as mãos, e nem sempre conservam os produtos sob temperatura adequada de refrigeração. Além de estarem em contato com a poluição urbana, os alimentos em tais condições ficam mais sujeitos à contaminação por microrganismos, roedores e insetos.

                                                           


 .: REDE SAEN :. Segurança Alimentar, Ensaios e Normas  -  Todos os direitos reservados